quarta-feira, 24 de junho de 2009

A REALIDADE É MESMO ESTA...

Vou publicar,não resisti ao ver este prograna de entretenimento (PRETO NO BRANCO), tanta verdade, as pessoas são e pensam mesmo assim, mas todas dizem o contrário.

sábado, 7 de março de 2009

PEDRO GUERRA

Não posso deixar de publicar estes vídeos de um grande amigo PEDRO GUERRA lição de vida, coragem, força e muitos outros adjectivos que eu não consigo lembrar, força AMIGO…


CORTAR A BARBA


LAVAR OS DENTES



CARRO ADAPTADO

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

ANACR

Para quem não viu a reportagem na televisão pode vê-la agora no canal da ANACR no youtube, agradecemos a divulgação.

ANACR - Associação Nacional de Atletismo em Cadeira de RodasSite: http://www.anarodas.com/
E-mail: info@anarodas.com (Informações e Direcção)solidariedade@anarodas.com
(Angariação de Fundos)Tel. 967704740 - 91 5727816 - 934081265
Sede: Rua Concelho de Murça Nº10
Lordelo
5000-165 Vila Real

domingo, 21 de dezembro de 2008

Associação Nacional de Atletismo em Cadeiras de Rodas (ANACR).

Fundada por Escritura Pública em 30 de Outubro de 2008, a ANACR tem a sua Sede em Vila Real, desenvolvendo a sua actividade em todo o País.
Esta Associação vem colmatar uma necessidade sentida pelos cidadãos portadores de deficiência, que praticam a sua modalidade favorita (atletismo), na maior parte dos casos sem apoios, ou com patrocínios de reduzido valor face aos elevados custos de tal prática.
Condicionados ao factor de terem de utilizar cadeiras de rodas especialmente preparadas para competição e adaptadas individualmente a cada atleta, o que leva a que os preços dessas cadeiras sejam muito elevados (chegando a atingir facilmente os 5000 euros) – tornando-se assim autênticos “objectos de luxo” – os atletas verificam também a fraca divulgação desta modalidade a nível Nacional.
Pretendendo aumentar o número de praticantes, nomeadamente entre os mais jovens, entre outras actividades a ANACR vai promover a organização de eventos desportivos em todo o país, tentando sensibilizar os Organizadores de Provas de Atletismo para a inclusão desta variante nas suas provas.
Acreditamos que tal prática ajudará a que a imagem dos atletas portadores de deficiência junto da população em geral, possa, finalmente, deixar de ser a dos “coitadinhos” para serem reconhecidos como “atletas de corpo inteiro”

Corpos Sociais

Lista dos corpos sociais, até 2012.

Assembleia-geral
Presidente: Joao Correia
1º Secretaria: Ana de Fátima da Costa Pereira
2º Secretario: Carlos Sequeira Viana Rodrigues

Conselho Fiscal
Presidente: David Pinheiro Fonseca
Secretaria: Ilda Maria Magalhães Fernandes
Vogal: José Manuel Rodrigues

Direcção
Presidente: Mário Miguel Pereira Trindade
Vice-Presidente: Eduarda Coelho
Tesoureiro: Carlos Manuel Valente
Secretaria: Ana Carla de Matos Moreira
Vogal: Maria Dolores Monteiro
VISIEM:
http://ana-rodas.blogspot.com/

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

4º Campeonato do Mundo de Natação Síndrome de Down

Portugal conquista 5 Medalhas
Cinco Medalhas no Mundial e dezassete Medalhas no Torneio Internacional são o resultado da participação portuguesa no 4º Campeonato do Mundo de Natação Síndrome de Down que terminou há poucos momentos em Albufeira.
Depois de conquistar 4 medalhas nos dias anteriores de competição, Mannie NG arrecadou, hoje, a Prata nos 200m bruços com 3.54.68 (Recorde Nacional) e ficou em 4º lugar nos 50m costas com 46.74 (Recorde Nacional).
No Torneio Internacional, os nadadores portugueses voltaram a surpreender e ganharam hoje mais 5 medalhas: Ricardo Pires subiu ao pódio de Bronze ao peito na Final A dos 100m estilos com 1.41.42 (Recorde Nacional), Filipe Santos conquistou o Ouro na Final B dos 50m mariposa com o tempo de 44,72 (Recorde Nacional), Adriana Reis alcançou o Bronze na Final B dos 25m livres com 26,56, José Teixeira e Diogo Santos arrecadaram, respectivamente, a Prata (25,36) e o Bronze (25,75) na Final C dos 25m costas.
José Luís Côrte-Real, Seleccionador Nacional, estava visivelmente feliz com a participação dos seus atletas. “O balanço é muito positivo, quer no Mundial, quer no Torneio Internacional, os atletas portaram-se muito bem e responderam à altura” salientou o Seleccionador. “Vão agora continuar a trabalhar com os respectivos treinadores e preparar-se para as futuras competições” acrescentou José Côrte-Real.
BALANÇO FINAL CAMPEONATO DO MUNDO
MANNIE NG
Ouro nos 200m costas com 3.35.19 (Recorde do Mundo)
Ouro nos 100m bruços com o tempo de 1.53.15 (Recorde Nacional)
Prata nos 100m costas com o tempo de 1.38.41 (Recorde Nacional)
Prata nos 200m bruços com 3.54.68 (Recorde Nacional)
Bronze nos 50m bruços com 53.14
TORNEIO INTERNACIONAL
Filipe Santos: Medalha de Ouro na Final D dos 50m livres (34.26 - Recorde Nacional)
Filipe Santos: Medalha de Ouro na Final B dos 50m mariposa (44,72 - Recorde Nacional)
Filipe Santos: Medalha de Ouro na Final F dos 50m costas (49.95)
Ricardo Pires: Medalha de Bronze na Final B dos 200m estilos (3.51.31)
Ricardo Pires: Medalha de Prata na Final E dos 100m livres (1.28,30)
Ricardo Pires: Medalha de Bronze na Final D dos 50m bruços (49.86)
Ricardo Pires: Medalha de Bronze na Final A dos 100m estilos (1.41.42 - Recorde Nacional)
Ivan Simmons: Medalha de Ouro na Final C dos 25m bruços (26,54)
Carina Pereira: Medalha de Prata na Final C dos 25m costas (29,42)
Carina Pereira: Medalha de Prata na Final C dos 50m bruços (1.04.49)
José Teixeira: Medalha de Bronze na Final C dos 25 bruços (28,13)
José Teixeira: Medalha de Prata na Final E dos 25m livres (18.93)
José Teixeira: Medalha de Prata na Final C dos 25m costas (25,36)
José Vieira: Medalha de Prata na Final C dos 50m bruços (48.57)
Fábio Fernandes: Medalha de Ouro na Final E dos 25m livres (18.81)
Adriana Reis: Medalha de Bronze na Final B dos 25m livres (26,56)
Diogo Santos: Medalha de Bronze na Final C dos 25m costas (25,75)
RECORDES NACIONAIS
Mannie NG nos 100m costas (1.38.41)
Mannie NG nos 200m bruços (3.54.68)
Mannie NG nos 100m bruços (1.53.15)
Mannie NG nos 50m costas (46.74)
Ricardo Pires nos 200m estilos (3.51.31)
Ricardo Pires nos 100m estilos (1.41.42)
Ricardo Pires nos 100m livres (1.28.30)
Filipe Santos nos 50m livres (34.26)
Filipe Santos nos 50m mariposa (44,72)
Telmo Dias nos 50m costas (49.44)
Estafeta 4x25m livres masculinos (1.26.19)
Estafeta 4x50m estilos masculinos (3.00.18)
Estafeta 4x25m estilos femininos (2.00,32)
Estafeta 4x25m estilos masculinos (1.40,12)
Estafeta 4x50m livres masculinos (2.47,25)

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

4º Campeonato do Mundo Síndrome de Down

29/11/2008 NATAÇÃO
4º Campeonato do Mundo de Natação Síndrome DownPortugal já soma quatro medalhas.
Portugal conquistou hoje 4 medalhas no Torneio Internacional que está a decorrer no âmbito do 4º Campeonato do Mundo de Natação Síndrome Down que começou hoje em Albufeira.
Durante a manhã, José Vieira conquistou a Medalha de Prata na Final C dos 50m bruços com o tempo de 48.57, Ricardo Pires arrecadou o Bronze na Final D na mesma prova com 49.86.
À tarde, Fábio Fernandes ganhou a Medalha de Ouro na Final E dos 25m livres com 18.81 e José Teixeira a Medalha de Prata com 18.93.
Na Cerimónia de Abertura, estiveram presentes diferentes individualidades com destaque para a Primeira-Dama de Portugal, Maria Cavaco Silva. "Vamos ter aqui a oportunidade de assistir a todo o esforço e trabalho destes atletas. Quero agradecer a presença de todos e dizer-vos o quanto me sinto honrada por estar aqui convosco a assistir a este Campeonato em Albufeira", salientou a Primeira-Dama.
Amanhã entra em competição Mannie NG, a atleta lusa que já conquistou 7 Medalhas em Finais A no Mundial da África do Sul, em 2004, e 2 Medalhas no Mundial da Irlanda, em 2006.

30/11/2008 NATAÇÃO
4º Campeonato do Mundo Síndrome de Down Ouro a dobrar
Duas nedalhas de ouro, um recorde do mundo e cinco recordes nacionais são o balanço da prestação portuguesa no 2º dia de competição do 4º Campeonato do Mundo de Natação de Síndrome de Down, que decorre até dia 3 de Dezembro, em Albufeira.
Depois do Ouro conquistado na manhã de hoje na prova dos 200m costas com 3.35.19 (Recorde do Mundo), Mannie NG voltou a brilhar e sagrou-se Campeã Mundial dos 100m bruços com o tempo de 1.53.15 (Recorde Nacional). Mannie estava visivelmente satisfeita no final da prova e agradeceu a presença de todos os seus familiares e amigos. "Estou muito contente, é um sentimento especial ganhar estas duas Medalhas de Ouro em Portugal. Quero agradecer aos meus pais, irmãs, sobrinhos, cunhados e a todos os meus amigos de Portugal que estiveram aqui comigo a apoiar-me", afirmou Mannie."A Mannie tem ultrapassado todas as minhas
expectativas, já não consigo fazer prognósticos para o futuro. Temos treinado muito e conseguimos apanhar o comboio da natação mundial que se tem desenvolvido muito rapidamente" salientou David Barbosa, seu treinador pessoal há 4 anos, que não quis deixar de enviar uma mensagem especial: "Quero agradecer ao Henri, antigo colega de natação da Mannie, que há 8 meses descobriu que tinha leucemia e que neste momento está a recuperar dos tratamentos. Ele não pôde estar presente hoje, mas é um grande amigo dela, sempre a apoiou e sempre esteve a seu lado".Para José Luís Côrte-Real, Seleccionador Nacional, o dia de hoje ultrapassou todas as expectativas. "Este dia foi muito importante para a equipa, estes resultados permitem que eles ganhem ainda mais confiança", referiu o Seleccionador Nacional.Hoje ainda, a equipa portuguesa conseguiu bater 5 Recordes Nacionais: Telmo Dias nos 50m costas (49.44), Ricardo Pires nos 100m livres (1.28.30), Mannie NG nos 100m bruços (1.53.15), 4x25m livres (1.26.19) e 4x50m estilos (3.00.18).

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

"Desportista do Ano" - Atleta Masculino: - João Paulo Fernandes -

Vamos votar no ex-aluno da UA, medalha de ouro nos paralímpicos de Atenas e Pequim, na modalidade boccia, João Paulo Fernandes, porque ele merece e não só pelas medalhas de ouro, por tudo o que ele é e faz.
Subject: Votem em mim - http://galacdp.sapo.pt/ - Atleta Masculino: - João Paulo Fernandes - A PASSEM A MENSAGEM!
Finalistas dos prémios "Desportista do Ano"foram apresentados no Casino Estoril Decorreu no dia 6 de Novembro, no Casino Estoril, a sessão pública de apresentação dos candidatos finais ao prémio "Desportista do Ano", nas cinco categorias que o compõem, atleta masculino, atleta feminino, jovem promessa, treinador e equipa. Durante o Momento publico a votação teve o seu início e encerra no dia da 13ª Gala do Desporto, que se realiza a 20 de Novembro. Todos os interessados podem votar através do seguinte link - http://galacdp.sapo.pt/Os Candidatos finais em cada uma das categorias são:

Treinador:
- Orlando Duarte (Desporto Universitário)
- Maria Helena Bastos (Desporto para Deficientes)
- João Ganço (Atletismo)
- Direcção Técnica Nacional de Triatlo/Duatlo (Triatlo)
- Ryszard Hoppe (Canoagem)
Jovem Promessa:
- Maria Xiao (Ténis de Mesa)
- Miguel Arraiolos (Triatlo)
- Rui Costa (Cislismo)
- André Girão (Hóquei em Patins)
- Fernado Pimenta (canoagem)
Equipa:
- Selecção Universitária de Futsal masculina (Desporto Universitário)
- Dupla K2 feminina 500 mts (Canoagem)
- Selecção nacional de Ciclismo Inas-Fid (Desporto para Deficientes)
- Selecção Nacional Râguebi de Sevens (Râguebi)
- Selecção Nacional Senhoras Mar (Pesca Desportiva)
Atleta Feminino:
- Naide Gomes (Atletismo)
- Raquel Cerqueira (Desporto para Deficiente)
- Vanessa Fernandes (Triatlo)
- Ana Hormingo (Judo)
- Michelle Brito (Ténis)
Atleta Masculino:
- Nelson Évora (Atletismo)
- João Rodrigues (Vela)
- João Silva (Triatlo)
- João Paulo Fernandes (Desporto para Deficientes)
- João Neto (Judo)
De destacar ainda que os candidatos finais de cada categoria foram escolhidos por um júri alargado de figuras públicas ligadas ao desporto depois de previamente terem sido indicados pelas federações desportivas.
Votem através do seguinte link - http://galacdp.sapo.pt e passem a mensegem para os vossos amigos!

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Comunicado de Imprensa http.//mtpd.blogspot.com

Comunicado de Imprensa
Declarações inadmissíveis do Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais ao Jornal de Negócios
As declarações do Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais ao Jornal de Negócios (edição de 21 de Outubro) demonstram bem a falta de coerência e fundamento das políticas governamentais em matéria de benefícios fiscais para os trabalhadores com deficiência.
"Efectuámos um primeiro movimento que se traduziu na redução dos benefícios dos que ganhavam mais em relação aos que tinham menos Agora, optámos por fazer o contrário: não onerar primeiramente os que têm mais rendimentos e beneficiar os que têm menores rendimentos (…) Foi um movimento a dois tempos(…) Damos agora e retiramos mais tarde aos maiores rendimentos. E nessa perspectiva conseguimos ver com maior certeza e coerência a redistribuição que pretendemos fazer ".– declara.
Além da flagrante contradição, este discurso revela duas evidências: a falta de sensibilidade do Governo para as questões dos trabalhadores com taxas de incapacidade superiores a 60%: será que o Sr. Secretário de Estado consegue imaginar o esforço para ir de cadeira de rodas para o trabalho? Será que o Sr. Secretário de Estado imagina sequer as dificuldades que um cego tem só para chegar ao seu local de trabalho? Sabe o Sr. Secretário de Estado as dificuldades e as despesas acrescidas que estas pessoas têm para competir com outros trabalhadores com iguais níveis de qualificação? Calcula qual a perda de rendimentos que têm só por terem uma deficiência?
A segunda evidência é óbvia: o Governo apenas adiou a eliminação total do que restava de rendimento isento de imposto (10%) por motivos eleitorais. Damos agora e retiramos mais tarde. "No próximo ano, a progressão continuará tal como prevê a legislação".
Ainda bem que o assume Sr. Secretário de Estado. O atrevimento das suas declarações explica-se por estar a falar de um grupo social que dificilmente se consegue mobilizar e protestar. Para muitos de nós, até tomar um café é uma aventura, quanto mais uma manifestação à frente do seu ministério. Mas não deveria menosprezar a nossa força: com a mesma determinação e coragem com que conseguimos vingar profissionalmente e conquistar a nossa autonomia financeira iremos combater a sua política cínica e desprezível.
De qualquer forma fique já com uma certeza : não é com mais meio salário mínimo por ano e o adiamento por um ano da isenção de imposto sobre 10% do rendimento do nosso trabalho, que ganhará um só voto em 2009 dos trabalhadores com deficiência.
Neste momento, voltamo-nos para os deputados do PS a quem perguntamos se sancionam estas declarações do Secretário de Estado. E insistimos para que o Grupo Parlamentar do PS agende a reunião que está pedida desde 22 de Abril de 2008.
No dia 5 de Novembro à tarde, vamos para a porta da Assembleia da República contactar os deputados de todos os partidos a quem pedimos, desde já, o maior repúdio por estas declarações.
Apelamos a todos as pessoas com deficiência para estarem presentes e não admitirem que brinquem desta forma com os seus direitos!


A Comissão do Movimento de Trabalhadores Portadores de Deficiência em Defesa dos Benefícios Fiscais (MTPD-BF)

Telemóveis de contacto – 965380600, 966668728, 913014476

Blog : http.//mtpd.blogspot.com

domingo, 19 de outubro de 2008

http://mtpd.blogspot.com/

http://mtpd.blogspot.com/

Comunicado mtpd bfiscais

A campanha mediática está montada.
"Deficientes voltam a ter mais benefícios fiscais em 2009" - Agência Financeira.
"Governo reduz impostos para os contribuintes com deficiência em 2009" - Público
Os títulos são estes, mas a realidade é muito diferente.
É preciso divulgar à opinião pública o que realmente se passa com os impostos dos trabalhadores com deficiência, dizendo : imagine se os seus impostos tivesse aumentado assim.
Não temos assessores de imprensa para fazer títulos de jornal, por isso agradecemos que passe esta mensagem a todos os seus contactos.

É urgente, a discussão do Orçamento é feita num mês
è nisto que somos bons

Se não tem um blogue, passe esta mensagem aos seu amigos que têm.

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

1 euro por uma nova vida Ligue 760 300 307

Fundação EDP, RTP, Antena 1 e Ar Telecom unem-se na ajuda a pessoas com mobilidade limitada
“1 euro por uma nova vida” é uma iniciativa que tem por objectivo a aquisição de cadeiras de rodas para atletas com mobilidade limitada, a fim de lhes permitir a prática de desporto nas modalidades de Basquetebol e Ténis em Cadeira de Rodas.
O apoio aos atletas não se esgota na aquisição de cadeiras de rodas. Ele vai mais longe, visando apoiar jovens portadores de limitação funcional em idade escolar na prática do desporto e a formação de técnicos.
Para aderir à iniciativa basta ligar para o número 760 300 307. A ligação tem o custo de 60 cêntimos, acrescido de IVA. Por cada euro angariado a Fundação EDP contribui com igual valor.
Os valores doados para a Campanha serão geridos através de um sítio da Internet criado pela Ar Telecom e auditado por todos os parceiros envolvidos, sendo a receita, acrescida da contribuição da Fundação EDP, integralmente entregue, no final do processo, às duas entidades envolvidas.
A campanha “1 euro por uma nova vida” vai decorrer entre os dias 22 de Setembro e 3 de Outubro e desenvolver-se-á da seguinte maneira:
A RTP e a RDP vão difundir, a partir de 22 de Setembro, entrevistas e reportagens envolvendo atletas com mobilidade limitada, que praticam desporto em representação da Federação Portuguesa de Ténis (FPT) e da Associação Portuguesa de Deficientes – Delegação Distrital de Braga (APD Braga).
A campanha nacional de angariação visa sensibilizar a sociedade civil para o valor social e cultural que o desporto configura como forma de integração para pessoas com deficiência, dando um contributo importante para a igualdade de oportunidades, na construção de uma sociedade mais justa e solidária.

Salvador Peres
Fundação EDP

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Portugal ficou em 42º lugar com sete medalhas

Balanço dos Paralímpicos

Portugal despediu-se hoje dos Jogos Paralímpicos Pequim2008, a edição mais competitiva de sempre, com sete medalhas, menos cinco que em Atenas2004, e com a certeza de que o ciclo Londres2012 será já preparado sob a égide do Comité Paralímpico nacional.

Portugal ficou em 42º lugar em Pequim, com um total de sete medalhas: uma de ouro, quatro de prata e duas de bronze.Além das medalhas, para as quais o boccia contribuiu com cinco (uma de ouro, três de prata e uma de bronze), a natação com uma (bronze) e o atletismo com outra (prata), muitos atletas lusos deixam Pequim com novos recordes pessoais e nacionais.

As cinco subidas dos atletas de boccia ao pódio, menos uma que em Atenas, são consideradas pelos responsáveis da modalidade um resultado bastante positivo devido ao elevado nível da competição, e fazem de Portugal o país mais medalhado na modalidade em Pequim. Na prova individual BC1, João Paulo Fernandes renovou o título de campeão paralímpico, numa final portuguesa, em que venceu António Marques. Portugal voltou a chegar às medalhas nas provas de pares BC4 e BC3 e em equipas BC1/BC2.

O boccia é uma modalidade criada especialmente para atletas com paralisia cerebral. Esta pode ser disputada individualmente, em pares ou por equipas de três elementos, sem divisão por sexos, num pavilhão com marcações próprias e envolve 13 bolas: seis de cor azul, seis de cor vermelha e uma bola branca, o alvo (também denominada como "jack"). O objectivo consiste em colocar o maior número de bolas de cor próximo da bola alvo. A maior desilusão portuguesa em Pequim deu-se com o atletismo, com apenas um atleta a subir ao pódio.

Luís Gonçalves alcançou a prata na prova dos 200 metros T12 (cegos e amblíopes). Entre as várias desilusões, realce para a estafeta 4x100 lusa, que partiu para a prova na qualidade de recordista e campeã da Europa, mas um problema na transmissão do testemunho acabou por ditar a desqualificação de Carlos Lopes, Luís Gonçalves, Gabriel Potra e Firmino Baptista.

Pouco depois, Portugal despediu-se de um dos seus grandes campeões. Carlos Lopes, vencedor de quatro medalhas paralímpicas de ouro, disse adeus à competição. Ao longo dos Jogos, alguns atletas questionaram as condições de preparação da selecção de atletismo, mas o presidente da Federação de Desporto para Deficientes garantiu que o plano de preparação para Pequim foi feito em conjunto por atletas e técnicos.

Na natação, João Martins renovou o bronze de Atenas na prova dos 50 metros costas S1 (deficiência físicomotora), enquanto David Grachat e Joana Calado conseguiram presença em várias finais e novos recordes nacionais. Leila Marques e Nelson Lopes também marcaram presença em finais, enquanto Perpétua Vaza, Simone Fragoso e Diana Guimarães se ficaram pelas eliminatórias.

Em Hong Kong, a cavaleira Sara Duarte surpreendeu com um quinto lugar no concurso individual grau II e deixou boas indicações para Londres2012. Em Qingdao, onde decorreram as competições de vela, a dupla Bento Amaral/Luísa Silvano terminou na nona posição o torneio de skud-18, marcado pelo adiamento de várias regatas devido às condições climatéricas.

No ciclismo, Augusto Pereira participou nas provas de estrada e contra-relógio CP3, terminando a primeira na sétima posição e a segunda no 22 lugar.

Nos Jogos que marcaram a estreia do remo no programa paralímpico, Filomena Franco, a porta-estandarte portuguesa na cerimónia de abertura, foi quinta na final B de Skiff 1.000 metros. Portugal, que esteve representado por 35 atletas em sete modalidades, sai de Pequim no 42º lugar (com as sete medalhas). O ranking é liderado pela China, com um total de 208 medalhas, seguida pela Grã-Bretanha (102) e pelos Estados Unidos (99).

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Atletas Paralímpicos criticam preparação da missão

Atletas criticam preparação da missão
Nuno Alves, que participou nas provas de 1500 e 5000 metros T11 dos Jogos Paralímpicos Pequim 08, lançou hoje duras críticas à forma como foi preparada a missão portuguesa, queixando-se de falta de apoios aos atletas."Em Portugal ainda somos um pouco amadores e isso acentua diferenças em grandes competições", afirmou, considerando que em Pequim os atletas portugueses estão a competir com profissionais.Nuno Alves entende que em Portugal o caminho rumo ao profissionalismo "está a ser percorrido muito devagar", mas garante que "as autoridades estão mais que alertadas para o problema"."Está na hora de mudar. Ou se caminha para trabalhar profissionalmente, ou cada vez o fosso é maior. Assim, ficaremos cada vez mais longe das finais", afirmou.Nuno Alves, que também é presidente da Associação de Atletas Portadores de Deficiência, considera que o essencial é "fazer ver aos dirigentes que é preciso trabalhar diferente e melhor", a vários níveis."Praticamente só temos apoio quando somos convocados para a selecção, no resto do ano estamos ao claramente ao abandono", afirma, acrescentando que no ciclo paralímpico que agora termina, os atletas começaram a ter apoio "no final de 2006, com retroactivos".Segundo Nuno Alves, "muitas vezes a preparação é feita à custa dos atletas, das famílias, dos treinadores e dos guias".A nível pessoal, Nuno Alves, que desistiu na prova dos 5000 metros e falhou a qualificação para a meia-final dos 1500 metros, considera que a sua participação "ficou aquém dos objectivos".O atleta afirmou, no entanto, que os resultados de Pequim2008, inferiores aos alcançados em Atenas 04, se devem sobretudo ao mérito dos adversários, que trabalham como profissionais.Gabriel Potra, afastado hoje da final dos 200 metros T12, também considera que "a competição tem evoluído muito" e Portugal precisa de "construir estratégias" para continuar ao mais alto nível.Para Gabriel Potra, as estratégias passam, entre outras coisas, por "estágios apropriados em condições boas para os atletas e mais competição ao alto nível".Potra entende que a estratégia deve ser delineada por uma "cadeia que envolva treinadores, técnicos da federação e do Instituto de Desporto de Portugal", porque aos atletas cabe a missão de "treinarem, em condições, dedicarem-se e darem tudo nas provas".

PARABÉNS JOÃO





A natação terminou a sua participação nos Jogos Paralímpicos com chave de Bronze. João Martins arrecadou um merecido lugar no pódio na prova dos 50m costas S1 ao realizar o tempo de 1.47.76.

Durante a manhã, Perpétua Vaza e Simone Fragoso não atingiram as finais dos 50m costas S3 e dos 50m livres S5, respectivamente.

No atletismo, Luís Gonçalves e Gabriel Potra ficaram nas meias-finais dos 200m T12. Luís Gonçalves fez o tempo de 22.83 (recorde pessoal), sendo que o último a qualificar-se para a final, o atleta alemão Matthias Schroder, fez 22.73.

Na estafeta 4x100m, Portugal foi desqualificado porque na primeira passagem de testemunho, esta aconteceu fora da zona de transmissão.

No dia 17, os atletas portugueses têm o seu último desafio com a prova da Maratona que começa às 7h30m na Praça Tiananmen e termina no “Ninho de Pássaro”. Alexandrino Silva, Carlos Ferreira, Gabriel Macchi e Jorge Pina serão os representantes lusos em acção.

Portugal conta até ao momento com 7 Medalhas (1 de Ouro, 4 de Prata, 2 de Bronze), encontrando-se no 40º lugar no ranking dos países medalhados.

João Martins conquista bronze nos 50 metros costas S1

15/09/2008
NATAÇÃOJogos Paralímpicos'2008João Martins conquista bronze nos 50 metros costas S1
O nadador português João Martins conquistou hoje a medalha de bronze na prova dos 50 metros costas S1 dos Jogos Paralímpicos Pequim2008.João Martins, que repetiu o bronze conquistado em Atenas2004, completou a prova em 1.47,76 minutos, atrás dos gregos Christos Tampaxis (1.23,15) e Andreas Katsaros (1.44,53), medalhas de ouro e prata, respectivamente.Com o bronze conquistado por João Martins, no último dia do torneio de natação, aumenta para sete o número de medalhas conquistadas por Portugal nos Jogos Pequim2008.

sábado, 13 de setembro de 2008

13/09/2008 ATLETISMO
Jogos Paralímpicos'2008
Luís Gonçalves ganha o bronze
Nos 400 metros de atletismo (categoria T12), o português Luís Gonçalves arrecadou a medalha de bronze.
Esta é a sexta medalha portuguesa, depois de cinco no torneio de boccia (uma de ouro, três de prata e uma de bronze).
Firmino Baptista foi segundo na final B dos 200 metros (T11), terminando em sexto na classificação geral. Nuno Alves, nos 1.500 metros (T11), acabou em terceiro a sua série, falhando desta forma a qualificação.
Quanto à natação, Perpétua Vaza falhou a qualificação para a final dos 50 metros livres (S3), ficando em quinto na série.
A dupla Bento Amaral/Luísa Silvano (skud-18), finalizou a prova de vela na nona posição, ao passo que no ciclismo, Augusto Pereira, ficou em 22º lugar no contra-relógio de estrada (CP3).
13/09/2008 ATLETISMO
Jogos Paralímpicos'2008
Prata entregue a Luís Gonçalves após desqualificação
Devido à desqualificação do chinês Li Yansong, Luís Gonçalves arrecadou a medalha de prata, e não a de bronze, alcançada em virtude do terceiro lugar conquistado nos 400 metros de atletismo (categoria T12).

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Sara Duarte em 5º no concurso individual de hipismo

A cavaleira Sara Duarte terminou hoje na quinta posição o concurso individual dos Jogos Paralímpicos Pequim2008, que se disputou em Hong Kong.
O treinador João Pedro Cardiga considerou o resultado surpreendente mas lembrou que "o objectivo era um lugar entre os 10 primeiros".

Sara Duarte também se manifestou bastante satisfeita com o resultado e enalteceu o trabalho do cavalo, “Neapolitano Morella”.

"Correu muito bem, consegui uma classificação bastante positiva nos meus primeiros Jogos Paralímpicos. O cavalo esteve muito bem, fizemos uma boa dupla", afirmou.

No remo, Filomena Franco terminou a qualificação no quinto lugar e vai disputar quinta-feira a final B da competição.

No boccia, os atletas portugueses venceram todos os jogos que disputaram nos torneios de pares BC3 e BC4 e por equipas (BC1/BC2).

No boccia prosseguem os torneios de pares e equipas, com Portugal em muito boa posição para garantir presenças nos quartos-de-final.

Filomena Franco vai participar na final B de single scull 1000 metros, enquanto em Qingdao a dupla Bento Amaral/Luísa Silvano disputa mais três regatas do torneio de vela de Skud-18.

Na natação, David Grachat e Joana Calado regressam também quinta-feira à competição.

Depois de ter terminado em sexto a final dos 100 metros livres SM9 e de ter estabelecido novo recorde nacional, David Grachat vai nadar as eliminatórias dos 200 metros estilos.

Joana Calado tenta a qualificação para os 200 metros estilos SM9, depois de ter sido quinta na final dos 100 metros bruços.

No atletismo, Firmino Baptista, que chegou à meia-final dos 100 metros T11, vai disputar as eliminatórias dos 200 metros, enquanto Luís Gonçalves vai lutar por um lugar nas meias-finais dos 400 metros T12.

China continua a liderar em medalhas

Após quatro dias de competição, a China continua a liderar o quadro de medalhas - com 24 de ouro, 28 de prata e 25 de bronze -, seguida da Grã-Bretanha (21, 13, 09) e dos Estados Unidos (15, 07, 12).

Portugal, que terça-feira conquistou uma medalha de ouro e outra de prata no torneio individual de boccia, ocupa o 34º lugar no quadro de medalhas.

terça-feira, 9 de setembro de 2008


09/09/2008 Natação
Jogos Paralímpicos'2008
Joana Calado quinta nos 100 bruços e Leila Marques sétima


A portuguesa Joana Calado terminou hoje na quinta posição a final dos 100 metros bruços SB8 dos Jogos Paralímpicos Pequim’2008, e Leila Marques foi sétima.

Numa prova em que a russa Vladykina Olesya nadou para o ouro e recorde do Mundo (1.20,58 minutos), Joana Calado conclui a distância em 1.28,53, e Leila Marques 1.30,11.

Na eliminatórias da manhã, as duas nadadoras portuguesas bateram o recorde nacional, com Joana Calado, a mais jovem atleta portuguesa em Pequim2008, a "roubar" o máximo português a Leila Marques, fixando-o em 1.28,46 minutos.

Joana Calado ficou "super contente" com o resultado da final e considera que o recorde nacional lhe dará "ânimo e força para continuar". Leila Marques também ficou bastante satisfeita com a sua prestação global, até porque fez "melhores tempos do que há quatro anos em Atenas".

A nadadora não ficou "zangada" por ter perdido para Joana Calado, que considerou "uma atleta de excelência", que poderá dar "muitas alegrias a Portugal nos Jogos de Londres e, talvez mesmo, chegar às medalhas".

OURO E PRATA


09/09/2008 BOCCIA
Jogos Paralímpicos
Portugal conquista ouro e prata no torneio de BC1


Portugal conquistou esta terça-feira as duas primeiras medalhas nos Jogos Paralímpicos Pequim 2008, com João Paulo Fernandes a repetir o ouro conseguido em Atenas 2004 no torneio de boccia (BC1) e António Marques a ficar com a medalha de prata.

João Paulo Fernandes venceu António Marques no jogo para atribuição do ouro por 8-1 (2-0, 2-0, 4-0 e 0-1). A medalha de bronze foi para o irlandês Gabriel Shelly, que venceu o chinês Yi Wang.

Esta foi a segunda vez na história dos Jogos Paralímpicos que dois atletas portugueses se defrontaram na final de um torneio de boccia.

Nos Jogos Paralímpicos Sydney 2000, José Macedo venceu Armando Costa na final do torneio de boccia BC2.

PARALIMÍCOS PEQUIM 2008

David Grachat 6º nos 100m livres
08-09-2008
Na sua estreia em Jogos Paralímpicos, David Grachat conseguiu alcançar o 6º lugar nos 100m livres S9 numa final muito disputada com o 1º classificado, o australiano Matthew Cowdrey, a bater o Recorde do Mundo com a marca de 55.30.

Também na natação, Nélson Lopes conseguiu o apuramento para a final dos 50m costas S4 e terminou em 8º lugar.

No boccia, João Paulo Fernandes (BC1), António Marques (BC1) e Mário Peixoto (BC3) conseguiram o apuramento para as meias-finais. No entanto, é de salientar que dos 9 jogadores em prova, 7 chegaram aos quartos-de-final, o que representa um grande feito como refere Helena Bastos, Seleccionadora Nacional. “Foi um dia muito positivo, mas nós queremos sempre mais e vamos continuar a lutar” afirmou a Seleccionadora Nacional.

Firmino Baptista conseguiu também a qualificação directa para as meias-finais dos 100m T11 ao terminar no 1º lugar da sua série com 11.78. Carlos Lopes não alcançou o apuramento, no entanto, realizou um dos seus melhores tempos pessoais de sempre, 11.82.

Ainda no atletismo, Odete Fiúza realizou uma grande prova nos 800m T12 com 2:31.67, mas ficou de fora da final.

Na equitação, Sara Duarte terminou em 13º lugar com 61% na prova de individual championship e na vela Bento Amaral e Luísa Silvano seguem em 9º da geral, depois de terem terminado no 8º lugar das duas primeiras regatas da competição

domingo, 31 de agosto de 2008

INFORNAÇÃO DOS JOGOS PARALÍPICOS DE PEQUIM

Site oficial da Missão Pequim 2008 da Federação Portuguesa de Desporto para Deficientes
http://www.paralimpicos2008.org.pt/index.php

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

NATAÇÃO... A caminho de Pequim



Preparação de alguns atletas da seleção de natação adaptada para os Jogos Paralimpicos Pequim no Centro Alto Rendimento da Serra Nevada.

acessoscombareiras@gmail.com

acessoscombareiras@gmail.com
Participa divulga envia fotos e sugestões